Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cérebro travestido

por Mafalda, em 04.08.14
Levantei-me. Garganta congestionada. Voz grossa. Andar pesado! Olhei para o espelho… Acudam, socorro. Cai. Levantei-me. Apalpei o corpo. Voltei a fixar o olhar no espelho. Pelos por todo o corpo, seios nada, pénis, sim. Cara, até nem era assim tão horrenda e o corpo musculado! Não, não, não podia ser. Eu homem! Voltei ao quarto e lá estava o meu companheiro, meio tapado com o lençol, e eu, babada, a deseja-lo.

Mas como poderia? Corri para o vestiário, não havia uma peça de roupa feminina. Então e os meus vestidos, os fatos, os sapatos, ai os meus sapatos, as carteiras, os acessórios, a maquilhagem.

Resignei-me. Desfiz a barba. Não faltaram os cortes. Tomei banho. Pequeno almoço… como qualquer coisa perto do escritório. Mas qual escritório? Quem era eu afinal! Como me chamava, o que fazia, quem era verdadeiramente aquele homem na minha cama?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cântico à madrugada

por Mafalda, em 10.07.14

Num silêncio desassossegado pelas insónias da paixão, procuro-o de madrugada entre os lençóis de seda.

Suaves, macios, como a pele quente do corpo ao meu lado adormecido. Num estado febril de desejo, percorro aquele deus grego ensopando-o de húmidos e provocadores beijos.

Acorda. Enroscamo-nos na descoberta mútua das fantasias que os corpos em êxtase anseiam.

Chegou, serena, uma nova manhã, um novo dia.

 

Beijocas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim




Envia-me a tua mensagem




Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

subscrever feeds